5 Maneiras de Criar Segurança Psicológica com Introvertidos em Reuniões


por Dr. Timothy Clark


1) Compartilhe a agenda de reuniões, os assuntos e os materiais de apoio de forma antecipada – Introvertidos são incubadores. Eles precisam de tempo para absorver e refletir sobre questões, problemas e informações.

2) Crie um espaço de segurança para que os introvertidos façam perguntas e respondam questões. Introvertidos tendem a não processar de forma verbal, enquanto os extrovertidos adoram pensar enquanto falam. Contenha os extrovertidos, especialmente aqueles que tem baixa autoconsciência.

3) Não force uma resposta em público. Os introvertidos gostam de cristalizar seus pensamentos ante de torná-los públicos. Enquanto os extrovertidos avaliam seus comentários como “material bruto”, os introvertidos os vêem como um produto refinado e acabado. Sim, peça aos introvertidos para que compartilhem o que eles pensam, mas não force um ponto de vista. Isto geralmente acontece mais tarde.

4) Evite criar o padrão de reuniões de última hora e encontros improvisados. Existem situações nas quais encontros espontâneos e sem agenda fazem sentido, mas não torne isto um hábito. Quando precisar de uma reunião de última hora, tenha cuidado para não marginalizar os introvertidos ao fazer elogios e dar reconhecimento àqueles que brilham neste contexto.

5) Organize reuniões mais curtas. Introvertidos tendem a ficar emocionalmente cansados antes de se tornarem intelectualmente exaustos. Numa maratona de reuniões, extrovertidos tendem a ser energizar, enquanto os introvertidos perdem foco e motivação.


Se você está querendo entender por que as pessoas têm dificuldades para compartilhar novas ideias e sugestões, não desafiam o status quo e resistem a comunicar erros, você precisa implementar um Programa de Segurança Psicológica.


Nós oferecemos esta solução - saiba mais aqui.